Buscar
  • Casa Mod Arquitetos

CASA DO PENHASCO

Atualizado: 5 de jul. de 2021








Cada dia guarda um desafio diferente. Apaixonado por música, consigo me lembrar nitidamente da primeira nota que consegui executar num pequeno violão com cordas de aço, que havia ganhado do meu avô, quando antigamente, antes dos vídeos de YouTube ensinarem como fazer, eu precisa comprar revistas de músicas que ensinavam um passo a passo para conseguir tocar o instrumento, aquilo era meu primeiro desafio, todos os dias, durante uma hora eu sentava em um degrau da varanda da casa onde morávamos e fazia muitos barulhos desafinados com aquele violão, entretanto um dia enquanto treinava, um som harmônico fluiu daquela caixa de madeira, pude perceber que era diferente dos demais, pude perceber naquele momento que havia aprendido a fazer a minha primeira nota musical, uma grande e sonoro DÓ maior. Um paralelo entre essa duas “artes da ciência” a música e a arquitetura, ambas são desafios que se renovam a cada DÓ maior, a cada metro quadrado construído. Saber utilizar as ferramentas disponíveis é o que vai determinar se a sua música é tão boa a ponto de alguém querer dançar ela.

A casa do penhasco, nasce em consolidação da ideia de uma edificação modular que responda a necessidade de habitação de rápida execução, com baixa geração de resíduos e alta conexão com o local da implantação. Uma residência para um casal passar finais de semana e que permita receber os amigos com total privacidade. A casa do penhasco tem uma proposta de setorização que secciona os ambientes de modo que possam ter utilização distinta, mas que ao deslizar suas portas translucidas, facilmente tudo se torne uma única unidade, tendo em vista que a integração do espaço é um importante agente na economia da obra, afinal, se não há paredes, não há o custo. Aqui acontece algo que costumo chamar de revolução modular, em que a construção modulada, monstra uma de suas importantes facetas, pois devido a leveza de seus materiais quando comparamos com sistemas convencionais de madeira e telha cerâmica, entre outros, a opção de utilizar Vigas de aço recobertas com telhas isotérmicas, possuem leveza suficiente para que nos permita vencer um vão de 5,65m sem excesso de materiais, quase sem resíduos de obras ou desperdício de água. A edificação que permite acesso aos seus ambientes de inúmeras formas, não se basta de um único acesso, a crença é de que em cada uma delas, seus habitantes tenham uma experiência diferente, entretanto seu fluxo acontece como o já conhecido nas casas brasileiras mais atuais, em que o “centro de encontros” acontece na cozinha, característica essa que foi trazida pelo colonos europeus, que inclusive é muito bem incorporada em nosso país pela paixão por comida que temos os brasileiros. A partir desse centro de encontro a casa se distribuiu por acessos a uma sala de jantar integrada com a sala de estar e TV que encontra em suas grandes esquadrias a conexão com natureza, e toda iluminação natural. Também um acesso a uma suíte privativa a partir da cozinha e concebida para garantir o maior conforto e privacidade dos proprietários, privacidade essa que também é garantida aos hóspedes, com suas suítes externas à edificação principal, essas que tem acesso direto ao uma varanda que enxerga as chapadas e funciona como local de encontro e contemplação da exuberante natureza do local.




Tamanho aprox. – 340 m² Ano – 2021 Local do Projeto – Chapada dos Guimarães Projeto – Casa Mod Arquitetos Colaboração - Mario Henrique, Elyson Ysler, Uanderson Martins






267 visualizações4 comentários

Posts recentes

Ver tudo

CASAODE